26 de abril de 2012

Disbiose intestinal

“A saúde começa no intestino”



O intestino humano possui aproximadamente 100 trilhões de bactérias, dentre as quais mais de 400 espécies diferentes vivem num delicado balanço. O desequilíbrio dessa flora intestinal ou microbiota intestinal é chamado de disbiose. Nesse processo a quantidade de bactérias patogênicas é superior as bactérias benéficas, afetando a integridade da parede do intestino, assim, perde-se a ”barreira” protetora contra os microorganismos invasores. 

O quadro de disbiose acarreta em alterações inflamatórias e imunológicas, podendo provocar alguns sintomas como diarreia ou constipação, distensão abdominal, flatulência, além de piora da imunidade, infecções do trato genito-urinário e candidíase de repetição, doenças inflamatórias intestinais como síndrome do intestino irritável, intolerância alimentar como intolerância à lactose, alergias e má absorção. 

Quais são as causas da disbiose? 

  • Ao nascer o intestino é estéril, desprovido de micróbios. O intestino começa a ser povoado quando a criança nasce. Está comprovado que crianças nascidas de parto cesário têm conteúdo de bactérias “boas” (lactobacilos e bifidobactérias) significativamente inferior ao das crianças nascidas de parto normal, assim como para as crianças que não são amamentadas exclusivamente ao seio. 
  • Baixos níveis de ácido clorídrico no estômago e/ou uso indiscriminado de antiácidos (sal de fruta).
  • Uso repetido de antibióticos.
  • Sensibilidades e alergias alimentares (muitas vezes desconhecida).
  • Uso excessivo de álcool.
  • Uso de corticosteróides.
  • Estresse.
  • Consumo de aditivos, corantes e conservantes.
  • Envelhecimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário